X

14/08/2019

Resultados do 2T19

O segundo trimestre de 2019 foi, em diversos aspectos, um período excepcional!

No quesito orgânico, registramos um alto volume de vendas de Software, e conquistamos um dos mais importantes contratos da plataforma Sinqia Bancos nos últimos anos. Essa conquista é especial, pois representa o retorno de um cliente que nos deixou após a venda de suas operações no Brasil em 2015, e agora, ao retomá-las, escolheu novamente a Sinqia, o que confirma a importância do nosso posicionamento como o único provedor brasileiro com uma oferta full banking.

No quesito inorgânico, anunciamos a 2ª maior aquisição da nossa história: a Softpar, uma das principais fornecedoras de software para bancos, financeiras e agências de fomento. Na plataforma Sinqia Bancos, ela acrescenta as suítes SQ Leasing, SQ Riscos e SQ GED, e complementa as já consagradas suítes SQ Crédito, SQ Controle Financeiro e SQ Regulatório, deixando nossa oferta ainda mais abrangente.

Além disso, avançamos substancialmente na integração das três adquiridas deste ano: Atena, ADSPrev e Softpar. Já tomamos praticamente todas as medidas necessárias para realizar as sinergias mapeadas, incluindo o fechamento dos escritórios da Atena (filial Osasco/SP) e ADSPrev (Belo Horizonte/MG), e a eliminação parcial das sobreposições no quadro de colaboradores, medidas que resultaram em itens extraordinários no trimestre. A tendência, a partir de agora, é de que essas operações apresentem resultados crescentes.

A carteira de contratos recorrentes de Software alcançou recorde de R$ 137,3 milhões, crescimento de 67,9% sobre o 2T18 e de 21,0% sobre o 1T19. Sobre o trimestre anterior, houve adição orgânica de R$ 4,8 milhões e inorgânica de R$ 19,1 milhões proveniente da Softpar. As adições significativas nessa carteira, tanto neste trimestre quanto nos anteriores, vêm gerando um importante backlog de implantações, do qual uma pequena proporção já foi convertida em receita. Isso sustentará o crescimento orgânico em um patamar mais elevado nos próximos períodos.

A receita líquida foi recorde de R$ 42,2 milhões, crescimento de 23,6% sobre o mesmo período do ano anterior, aumento de R$ 8,0 milhões. Desse aumento, R$ 1,5 milhões foram de forma orgânica e R$ 6,5 milhões de forma inorgânica, fruto das 4 últimas aquisições. Como a última delas, Softpar, é muito recente, sua receita foi consolidada apenas em junho e ainda não representa um trimestre completo.

O lucro bruto atingiu R$ 12,4 milhões, queda de 2,7% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Isso reflete principalmente a redução do lucro bruto orgânico devido à compressão da margem bruta orgânica de Software, necessária para converter o backlog de implantação em receita, visto que contabilizamos significativos custos com desenvolvimento e implantação apurados gerencialmente em R$ 3,4 milhões; e a adição do lucro bruto inorgânico, ainda com margem abaixo do potencial, já impactado por itens extraordinários mas ainda não por sinergias, que se tornarão mais evidentes no 3T19. Mais uma vez, é importante destacar que a lucratividade das empresas adquiridas segue um padrão de “curva J”.

As despesas gerais e administrativas (SG&A) atingiram R$ 9,0 milhões, crescimento de 16,9% sobre o 2T18, aumento de R$ 1,3 milhão. Desse aumento, R$ 0,9 milhões foram adicionados de forma orgânica e R$ 0,4 milhões de forma inorgânica. Vale ressaltar que essa linha foi impactada por despesas extraordinárias, visto que a maior parte das sinergias provém da redução de SG&A nas adquiridas.

O EBITDA ajustado (excluindo itens extraordinários) alcançou R$ 5,1 milhões, aumento de 2,1% sobre o 2T18. Esse número foi impactado pelas decisões conscientemente tomadas visando acelerar o crescimento orgânico e inorgânico, citadas em trimestres anteriores, com destaque para os maiores investimentos em PD&I, a mudança no modelo comercial e o reforço na equipe para converter o backlog de implantação em receita. Assim, a margem EBITDA ajustada se reduziu para 12,1% ante 14,6% no 2T18.

Estamos seguros de que o caminho adiante é o melhor possível e a Sinqia está preparada para uma nova escalada de receitas e margens!

 

Busca

Notícias

Aquisição da Softpar
Liquidação das Debêntures
Pagamento de dividendos
Aquisição da ADSPrev
Alteração do ticker e nome de pregão
Mudança de Sede
Fechamento da Aquisição da Atena